Follow by Email

banner


quarta-feira, 18 de julho de 2012

Juazeiro sem risco de uma epidemia de dengue este ano

A Secretaria da Saúde de Juazeiro (Sesau) continua o trabalho na cidade para eliminação dos focos do aedes aegypti (mosquito provocador da dengue) e o município já comemora os resultados positivos. Também estão satisfeitos, os agentes de endemias que receberão em agosto bônus pelo desempenho adequado das funções e por ter mantido em Juazeiro um número inferior a 300 casos da doença neste primeiro semestre. O município continua em situação controlada e distante de um surto. Nas primeiras 26 semanas deste ano foram registrados apenas 188 casos da doença e no mesmo período do ano passado, 744 casos foram confirmados, realidade ainda mais tranquila neste ano e diferente do ano de 2008, quando a cidade teve uma epidemia e foram notificados 4476 casos de dengue e 2967 confirmados. Diariamente os agentes de endemias visitam as residências para o tratamento químico e para dar orientações aos moradores para prevenção da doença. Também são realizados periodicamente vários eventos educativos, com o apoio dos agentes educadores do Núcleo de Comunicação em Saúde (Necom) e das Equipes de Saúde da Família (ESF), que vão desde palestras, mutirões, gincanas e caminhadas. O objetivo é chamar atenção da população para os devidos cuidados para que o município mantenha o clima de tranquilidade e continue sem a proliferação do mosquito aedes aegypti.

O secretário da Saúde, Ubiratan Moreira, enfatiza que o esforço é mantido através de uma ação conjunta da prefeitura, com a limpeza dos canais e dos terrenos baldios, recolhimento de lixo, ampliação na oferta de água e o trabalho dos agentes de endemias e do Necom. “É também apoiando e incentivando os profissionais que garantimos uma saúde digna para as pessoas. A população deve continuar atenta e tomando os cuidados necessários nas residências para evitar focos do mosquito da dengue. A contribuição de todos é a peça fundamental no enfrentamento de epidemias de dengue", orienta o titular da pasta.

O diretor de Promoção à Saúde, Mário Machado dá algumas dicas para a comunidade, já que segundo ele, os principais focos são encontrados nas residências. “É necessário manter os reservatórios de água fechados, evitar água parada, garantir a limpeza nas casas, porque o acúmulo de lixo, principalmente com garrafas e latas, podem gerar criadouros do mosquito. Em caso de dúvidas, procure o agente de endemia que passa pelo seu bairro ou o posto de saúde e garanta mais qualidade de vida”, explicou.
Ascom PMJ

Nenhum comentário:

Compartilhar

Bookmark and Share

Pesquisar este blog

gospel +

RSS atualizado do Gospel +. Powered by Notícias Gospel

Loading...

Seguidores

Tradutor

Arquivo do blog

site gospel

Links Gospel

Total de visualizações de página

blog filiado

Postagens populares

Calcule seu Peso